// Setor da Construção Civil trabalha sem crise no país

Nos últimos 12 meses o Brasil registrou, pelo menos, 25 milhões de reformas e ampliações.

Apesar dos indicadores apontando para uma volta da preocupação com a inflação, o setor de construção civil não vê crise. O segmento segue aquecido e tem sido impulsionado principalmente por projetos do governo federal e crescimento das moradias. Segundo o diretor de formação profissional da Associação Nacional dos Comerciantes de Material de Construção (Anamaco), José Carlos de Araújo, o setor está entre os três maiores segmentos em importância para a economia do País.
Araújo afirma que o setor não vê crise. Dados da Anamaco apontam que em 12 meses foram contabilizados 25 milhões de reformas e pequenas ampliações nas casas dos brasileiros. Outro motivo que mantém a crise afastada é a ascensão das classes D e E para C. Logo no início elas investiram em tecnologia e atualmente se preocupam com reformas e melhorias na casa.

Desempenho do setor segue em alta

As vendas da indústria de materiais de construção para o varejo atingiram, em maio, o segundo melhor resultado do ano, com alta de 1,6% sobre abril. A maior variação de 2013 foi de março, quando as vendas cresceram 13,8% ante fevereiro. Na comparação anual, o faturamento foi 3,1% superior. Os dados são da Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção (Abramat).

Fonte: CBIC – Câmara Brasileira da Indústria da Construção

Compartilhe nas redes sociais
Highslide for Wordpress Plugin